É comum a gente acompanhar as campanhas de doação de sangue. As pessoas são sempre convocadas para manter o estoque e consequentemente ajudar pacientes que sofreram algum acidente, ou precisam do sangue para realizar algum procedimento cirúrgico.  Agora, você sabia que cães e gatos também podem doar sangue e ajudar outros animais?

Desde 2008, existe em Salvador o Hemodog, um banco de sangue veterinário. De acordo com a fundadora da unidade, a médica veterinária Suzana Spínola, o número de animais que necessitam das bolsas de sangue ainda é maior do que aqueles que fazem a doação.

“Nós vivemos numa luta constante para conseguir doadores. Infelizmente as pessoas ainda não têm a consciência dos benefícios do procedimento, tanto para quem recebe, tanto para quem doa. Há sempre um número maior de animais precisando e um menor doando. Mas quem submete seu animal a doação está sempre satisfeito”, afirma a médica.

Quem pode doar

Os cães doadores precisam ter entre 1 e 8 anos de idade, e pesar pelo menos 28kg. Já os gatos devem ter de 1 a 10 anos de idade e pesar no mínimo 4,5Kg. Antes da doação é feita uma triagem com exames para assegurar a saúde do animal. Os resultados saem na mesma hora e estando tudo bem com o pet é iniciada a coleta.

O procedimento

Os tutores podem assistir a todo procedimento. No caso dos cães, eles ficam acomodados e são acarinhados a todo momento. São retirados no máximo 450 ml de sangue da jugular do animal.

Os gatos ficam mais ressabiados e para não se estressarem durante o procedimento precisam ser sedados. Serão retirados no máximo 50 ml de sangue do felino.

No final, os doadores recebem estímulos positivos, ração palatável e outros produtos que garantem a saúde o bem-estar do animal.  Um novo procedimento pode ser repetido depois de três meses.

Benefícios

Além de estar fazendo uma boa ação, doar sangue faz bem a saúde do animal. Segundo a médica veterinária Suzana Spínola, a doação estimula o funcionamento da medula óssea do cão e do gato.

“Quando o corpo percebe que houve uma saída de sangue, existe a sinalização para medula responder, liberando mais células e provocando a renovação celular. Esse processo permite que o animal fique ainda mais saudável”, explica.

Além disso, ao doar sangue animais doentes serão beneficiados. Na maioria das vezes a grande demanda de transfusão sanguínea é causada por doenças transmitidas pelo carrapato.

“A transfusão precisa ser feita para tirar o animal da eminência de morte. São feitos exames de compatibilidade sanguínea antes do procedimento.  A transfusão em si é muito segura. Pode causar alguns efeitos colaterais, mas tudo controlável. O que pode justificar a morte do animal é quando é feita a transfusão de um sangue incompatível”, complementa Suzana.

Serviço

O Hemodog – Banco de Sangue Veterinário de Salvador funciona na Rua dos Radialistas, 209 – Pituba. Os telefones para contato são: 71 3011-6846/ 71 3351-2960/ 71 99978-2188.

Leia também:

Hemodiálise é opção de tratamento para doenças renais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *