Com o objetivo de diminuir os diagnósticos do câncer em animais, a Fórmula Animal, especializada em oferecer medicamentos manipulados para os pets, promove a ação Setembro Lilás.

A campanha vai disponibilizar durante todo o mês cursos ao vivo em sua página do Facebook, abordando informações e novidades sobre a doença com profissionais renomados da área veterinária.

Nesta quinta-feira, 21, o doutor Anderson Rodrigues, médico veterinário (Universidade Norte do Paraná), com especialização em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais (UNOPAR) e mestre em cirurgia e anestesiologia veterinária (UNIFRAN), comanda a palestra 5 passos para prevenir o câncer no seu pet.

Através de transmissão, ao vivo, pela fanpage da Fórmula Animal, o veterinário vai focar em questões sobre a doença, sintomas, além de prevenção, de maneira didática e objetiva respondendo perguntas dos internautas.

“Temos que propagar a cultura sobre a conscientização dos riscos e sobre a importância para evitar esse tipo de enfermidade, especialmente nos pets idosos que são mais propensos a terem algum tipo de tumor de mama, pele ou linfoma. Caso seja detectado em estágio inicial, ele pode ter uma vida longa, com excelente qualidade, podendo até mesmo chegar à cura”, ressalta Renata Piazera, farmacêutica da rede.

A especialista aponta ainda algumas dicas sobre como minimizar o diagnóstico nos animais:

Uso de protetor solar

Para prevenir um possível surgimento de câncer de pele é recomendado aplicar protetor solar, principalmente, em animais de pelagem clara, como Boxer, Dogo Argentino, Bull Terrier e Pit Bull.

Além de, é claro, evitar exposições prolongadas ao sol. A ocorrência de tumores é maior em regiões que são menos pigmentadas e possuem pouco pelo, como região abdominal, orelha e nariz.

Realizar exames de diagnóstico em fêmeas

Recomenda-se realizar um exame de palpação de mamas em cadelas e gatas para controlar e evitar o surgimento de tumores mamários.

Todas as mamas devem ser palpadas cuidadosamente, inclusive o espaço existente entre elas. Vale lembrar que as cadelas possuem cinco pares de mamas e as gatas quatro pares.

Ao localizar um nódulo é necessário procurar imediatamente um veterinário de confiança para realização de exames complementares e início do tratamento.

Castração Precoce

As fêmeas castradas antes de 01 ano de idade, têm chance reduzida de desenvolver câncer de mama na fase adulta, se comparado às fêmeas não castradas.

A possibilidade de câncer de mama é praticamente zero quando a castração ocorre antes do primeiro cio.

Além disso, a retirada do útero anula a chance de problemas uterinos bastante comuns em cadelas após os seis anos de idade.

Fique atento a dieta do animal

A falta de nutrientes significa baixo teor de antioxidantes na dieta e esses componentes são responsáveis por prevenir o aparecimento de tumores.

Por isso, a recomendação é alimentar os animais com ração própria para cães e gatos de boa qualidade, rica em ômegas 3 e 6 e outros antioxidantes, evitando oferecer restos de alimentos.

A obesidade também é um risco para diabetes e doenças cardíacas.

Cuidado na hora da reprodução

Alguns donos têm como hábito colocar seu bichinho para reproduzir. Nesses casos é recomendado levar o pet ao veterinário para um check-up do sistema reprodutivo, assim como o parceiro dele.

É recomendado evitar o cruzamento de animais domiciliados com animais de rua já que o contato sexual favorece o aparecimento de Tumor Venéreo Transmissível (TVT).

Pratique atividades físicas

Realizar atividades físicas leves ou moderadas diariamente com o animal, seja corrida ou caminhada, diminui os sintomas de estresse e o risco de desencadear o aparecimento de tumores nos órgãos.

Programação

Data: 21 de setembro (quinta)
Serviço – Live – 5 passos para prevenir o câncer no seu pet
Horário: 12h30
Link: https://www.facebook.com/formulanimal/

LEIA TAMBÉM:

Ossos de couro podem matar seu pet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *