O Abrigo São Francisco de Assis, mantido pelos voluntários da Associação Brasileira Protetora dos Animais (ABPA-BA), vem passando por dificuldades financeiras e a situação no mês de outubro ficou ainda pior. Isso porque 47 animais, entre cães e gatos, foram abandonados na porta do Abrigo.

De acordo com a ABPA-BA, pessoas estão sendo pagas para abandonar os animais na porta do abrigo. Através das câmeras de segurança foi possível identidicar um carro com placa fria envolvido nos casos.

“Estamos tomando as medidas cabíveis para chegar a essa quadrilha, mas a situação está muito crítica”, diz a nota publicada nas redes sociais do Abrigo.

Ainda de acordo com a ABPA-BA, uma cadela em trabalho de parto foi abandonada e ela precisou ser levada para a emergência de uma Clínica Veterinária da capital baiana para tirar o feto que estava atravessado. Infelizmente, três dos quatro cachorrinhos não resistiram.

“Não temos mais dinheiro para arcar com esses custos, com exames, com testes sorológicos, para comprar remédios ou pagar cirurgias. Estamos desesperados. Precisamos de dinheiro! Precisamos de medicamentos! Precisamos de ração!”, informa a ABPA-BA.

Doações

Além dos 400 cães e gatos que já são tutelados pela ABPA-BA e que demandam cuidados e gastos diários, a quantidade crescente de novos animais abandonados vem desestabilizando as contas da Associação.

Quem puder fazer algum tipo de doação deve levar os produtos às Feiras de Adoção que vão acontecer no mês de novembro na capital baiana. A próxima será domingo, dia 5, na Praça Ana Lúcia Magalhães, das 9h às 13h.

Também é possível deixar ração ou medicamentos na clínica Semeve Veterinária, unidade Itaigara, durante a semana.

Quem preferir ajudar com dinheiro, o depósito deve ser feito através das seguintes contas:

BANCO do BRASIL Ag: 4278-1 CC: 90517-8
BANCO BRADESCO Ag.: 0662-9/ CC.: 4354-0
CNPJ -01892365/0001-30 – ABPA- Bahia

Para doar via Pag Seguro, acesse o link na página: www.abpabahia.org.br

LEIA TAMBÉM:

Castramóvel segue para Pau da Lima em novembro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *